quinta-feira, setembro 16

Vou nadar e viver na beira do horizonte


Em tempos de férias o lugar preferido pela maioria das pessoas é a praia. Todos contam nos dedos o tal sonhado dia de descanso. Praia representa aquele momento de se desligar do stress do dia a dia. Férias, principalmente no verão, terão de ter praia!


A praia representa uma espécie de alvo, um lugar para se chegar. Não é a toa que existe a expressão; “... nadar... nadar... nadar... e morrer na beira da praia”.


O tráfego normal é uma jornada do mar para praia. Todos buscam por uma praia existencial, um lugar onde se possa relaxar, viver em uma zona de conforto, satisfazendo nossos próprios desejos.


É justamente para estar nessa situação que a maioria vive, o curso deste mundo tem como alvo a satisfação própria;


“Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo... andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira...” (Efésios 2: 2 e 3).


Neste lugar o deus a que se serve chama-se ventre, por estar na areia só se pensa nas coisas terrenas. A sensação de bem estar é tamanha que não se percebe que na verdade o que esta ocorrendo é uma morte lenta. Essa areia é una uma areia movediça, somos engolidos por nossos próprios desejos, não conseguindo escapar por conta própria.


Mas de repente somos perturbados em meio à calmaria, algo nos puxa para fora dessa areia... “Porque eu, o SENHOR teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo.”


Quando somos chamados por Cristo, somos achados na areia. Mas, o socorro que vem do Alto nos convida a olhar para o alto e vislumbrar o horizonte. Nesse momento ocorre uma subversão de direção. Se antes a praia era o fim, agora ela passar a ser o início da jornada.


Isso é conversão!


Deus se estabelece como referência a ser seguida e ELE faz questão de se estabelecer no horizonte. E lá vamos nós rumo ao horizonte, a cada dia vivendo uma novidade, melhorando, se tornando mais parecido com ELE.


Quando se pensa que se alcançou o horizonte, percebe-se que mais longe ele fica. Assim é a relação com o horizonte; a quantidade de passos que nos aproximamos dele é a mesma quantidade que ele se afasta de nós, tornando- se impossível a chegada até ele.


Fomos chamados da areia para o horizonte, a perfeição é o nosso fim, e ela esta lá, no horizonte.


A questão é; nunca (em vida) iremos alcançar tal alvo. Pois na vida que Cristo nos chama para viver, cada fim alcançado não tem um fim em si mesmo (não é uma areia movediça), antes se torna um meio para alcançar algo maior. E assim vamos vivendo de glória em glória... A vida passa a ter reticências e não ponto final.


Paulo, o apóstolo não parava quieto, por todo lugar que passava estabelecia a Igreja de Cristo, não ficava preso a nada, era um verdadeiro apóstolo, não postulava nada para si. Aliás, a etimologia de apóstolo é essa: a – prefixo de negação, postulo – postular. Ou seja, o verdadeiro apóstolo é aquele que não postula nada para si.


Muitos postulam sonhos com a motivação errada, para o seu próprio prazer. E por mais paradoxal que pareça, quando assim o faz, a realização de um sonho, implica na morte de outros sonhos, pois achamos que já conquistamos o que tínhamos para conquistar, não tendo mais nada para se alcançar.


Prefiro seguir a recomendação de Paulo, o apóstolo incomodado:


“Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus... quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim...”(Filipenses 3: 12 e 13).


Viver esse sentimento de “não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito..., nos livra do risco de sonhos se tornarem em areia movediça. O melhor é viver como se nada tivesse alcançado (mesmo que o tenha). Acomodação só existe na praia, já uma vida rumo ao horizonte é feita de constantes desafios, viver com Cristo é uma vida de aventura, de incomodação.


Neste caminho subversivo nunca se morre na praia! Pois ela não é mais o alvo, antes, é o ponto de partida, é o lugar de onde fomos achados e tirados.


Em Cristo, onde somos chamados da praia para o horizonte...

8 comentários:

Barbosa disse...

Irmão em jesus Cristo Bruno Jardim,graça e paz de Jesus Cristo de Nazaré.
Meu irmão é a primeira vez que escrevo neste blog,no qual é um prazer para mim.
O versículo que o irmão mencionou em Filiopenses 3.12.13,quero comentar do versículo 13 que diz: Irmãos,quanto a mim,não julgo que haja alcançado;mas uma coisa eu faço,e é que,esquecendo-me das coisas que trás ficam e avançando para as que estão diante de mim.
UMA COISA EU FAÇO!
O apóstolo Paulo se acha qual um atleta numa corrida ver Hebreus 12.1,esforçando-se e correndo o máximo,totalmente concentrado no que faz,a fim de não ficar aquém do alvo que Cristo estabeleceu para sua vida. Esse alvo era a perfeita união entre Paulo e Jesus Cristo ver Filipenses 3.8,10,sua salvação final e sua ressurreição dentre os mortos ver Filipenses 3.11. Era essa a motivação da vida de Paulo,recebera um vislumbre da glória do céu e resolvera que sua vida inteira,pela graça de DEUS,estaria voltada para a resolução de avançar com todo a determinação e finalmente chegar ao céu e ver Cristo face a face ver 2 Coríntios 12.4; 2 Timóteo 4.8; Apocalipse 2.10; 22.4.
Semelhante determinação é necessária a todos nós. No decurso da nossa vida,há todos os tipos de distrações e tentações,tais como cuidado deste mundo,as riquezas e os desejos ímpios,que ameaçam sufocar nossa dedicação ao Senhor. Necessário é esquecer-se das "coisas que atrás ficam",e o mundo iníquo e nossa velha vida de pecado,e avançar para as coisas que estão adinte,a salvação completa e final em Jesus Cristo de Nazaré; ver Marcos 4.19; Lucas 8.14; Gêneses 19.17,26; Lucas 17.32.
DEUS TE ABENÇÕE MEU IRMÃO,E SEMPRE FALE DE JEUSUS CRISTO,NÃO PARE!

Paulinha disse...

Olá Bruno!

Muito significante o seu post..

Por que pessoas se dizem nadar e morrer na praia?!
Metaforicamente, posso assimilar isto ao fato que algumas pessoas não conseguem imaginar ou visualizar algo além da "sua própria praia"..

Pessoas se limitam, e acham que quando uma determinada coisa não dá certo, tudo está acabado..e morrem em "sua própria praia"..

Mas bem notado por você...
Por que não ampliarmos nossa visão para o horizonte...e vermos inserido neste horizonte, um deus...que está ali...à espera da nossa profunda caminhada??!..

Estamos cansados?? o horizonte não termina???

Não podemos parar...enquanto houver passos para dar..e caminhos para andar, nós precisamos continuar....

A vida pertence àqueles que nunca desistem!!

Um beijo querido. Parabéns!!

HD disse...

Olá Bruno,
Paz!!!
Qto tempo!
Vc está bem?
Passei por aqui para deixar um enorme abraço.

Deus abençoe sua vida.

beijos
Suely

A Tua palavra é A Verdade ! disse...

Olá Bruno, graça e paz.

Visitando 'seu' blog encontrei lá 'velhos' amigos, isso me alegrou muito e me fez repensar alguns conceitos sobre o que eu publico,não vou mudar nada.
Parabéns pelo seu trabalho e e pelos artigos postados.
Obrigado pelo comentário no 'meu' blog, fiquei muito feliz em saber que você gostou.
Estou impressionado com os comentários que recebo e principalmente pela faixa etária dos 'meus' leitores, a minha intenção é simplesmente publicar artigos que edifiquem a quem lê e fortalecer quem já está no Caminho, a começar por mim que sou o mais nescessitado.
Na lista dos 'meus' seguidores você ainda não aparece... deve ter acontecido alguma coisa.

Seu conservo,

Iveraldo Pereira.

Ingrid Busquet disse...

A paz do Senhor!
Faço das suas palavras as minhas!
Obrigada.
E seguindo (:

Seminarista Carlos Leão disse...

Em Cristo nossas vidas não nos pertencem mais e sim a ELE, Jesus nos conduz aos caminhos de suas veredas, por mais que seja hoje difícil caminhar neste mundo que é do maligno, tenha certeza, que Cristo está conosco, e quando for necessário ELE pegará no colo para ultrapassa além do horizonte, o que para nós é impossível

Deus Te abençoe...

António Jesus Batalha disse...

Irmão Bruno vim fazer uma visita ao seu blog e seguir-lo também. Estive a ler algumas coisas de seu blog, não é possivem descrevelas todas mas cheguei ao: salve-se quem poder!
Desejo que Nosso Deus continue a dar-lhe graça e sabedoria para seu ministério.

MiChael Jonathan disse...

opa..
a Paz!!!
gostei muito do seu blog tabm..
ja estou seguindo..
Jesus abençoes!!