segunda-feira, setembro 14

Ok, eu me rendo !


Quanta presunção do homem achar que pode Te aceitar
É como uma gota pensar que pode conter o mar

Pobre homem, se não fosse o beneplácito da Sua vontade
Ninguém conseguiria se quer ter saudade

É o Senhor que SE revela
E nos faz ter conhecimento que existe uma outra esfera
Uma esfera onde o amor próprio se torna ópio
Dando lugar para o amor ao próximo

A cada dia me revela Sua Graça
E me ensina a amar de graça
Sem me preocupar com a taça
Que esta destinada as traças

Porque resolveu me amar, se nada tenho para lhe dar?
Só lhe provoco dor e o Senhor insisti em me retribuir com amor

Como uma criança rendo – me a essa SUA perseverança
E vou no embalo da sua dança

Se sou mais que vencedor
É porque antes fui derrotado pelo Senhor.

Muito obrigado por me aceitar
Agora sei aonde chegar
Graças a TUA mão que direciona o meu caminhar.

Autor: Bruno Jardim

6 comentários:

Hermes C. Fernandes disse...

Quanta inspiração!... Glória a Deus por este lindíssimo poema.

Nossa sorte é que Deus nos tirou pra dançar. E mesmo quando erramos os passos, Ele não nos tira da pista.

Carol Botelho disse...

Muito boa a poesia! A graça de Deus realmente nos inspira!

Joyce Carolino disse...

Paz Bruno! Obrigada por seguir meu blog! Também já me inscrevi aqui porque amei, a linguagem é ótima, o conteúdo está realmente muito bom!

Parabéns!

Fique com Deus,
Um forte abraço!
Joyce Carolino

Isabelle Ruth disse...

Bravo!!! Bruno Jardim. Seu lado poético é comovente.
Deus tem sido maravilhoso para mim. Conheci o Blog do Dr. Fernandes e agora estou conhecendo o seu.
Eu o felicito pelo talento que ELE lhe deu. Vejo tens granjeado. Fazendo assim seremos muito abençoados através de sua vida.

Obrigado por acompanhar meu blog.
Estarei seguindo seus feitos.

ex toto corde.

Gisela disse...

Olá, Bruno!

Estou passando para retribuir sua visita no Alicerces da Alma e para agradecer, tanto as palavras gentis como o fato de ter se tornado um seguidor.

Gostei muito do seu blog e também já me tornei sua seguidora.

Em relação a este poema, confesso que fiquei impressionada, pois de uma forma bonita e delicada você falou o que eu também penso:

"Quanta presunção do homem achar que pode Te aceitar
É como uma gota pensar que pode conter o mar"...

Quem somos nós para aceitarmos Jesus? É Ele quem tem que nos aceitar! Creio que nós devemos é reconhecê-LO como nosso Salvador...

"Nós amamos porque Ele nos amou primeiro". (1 Jo 4:19)

Deus te abençoe e te guarde, hoje e sempre, e continue te abençoando com muita sabedoria.

Abraços.

Thyêgo Militão disse...

Puxa vida Bruno! adorei esse texto tão poético,olha só,seu blog é de 1° qualidade,e se vc permitir,quero postar alguns textos seus no Apenas Caminhando. Abração!!