sábado, novembro 7

O sonho de Ícaro


“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”

( Romanos 12:2)


Se conformar com o mundo implica em tomar a forma, se ajustar ao status quo, ou seja, ao estado atual das coisas. Esse mundo em questão, diz respeito ao sistema que o governa, a saber, o mesmo que jaz no maligno (1 João 5.19). Se conformar a ele implica em morte.


Ao se conformar com mundo, o homem acaba transgredindo Deus. Por outro lado, a transgressão ao mundo, significa conformidade com a boa, perfeita e agradável vontade de Deus.


Deus, mesmo sendo ilimitado, demarca limites em nossa vida. Nós, porém, não temos noções desses limites e acabamos por transgredi-los.


Muitas vezes não sabemos o momento certo de parar, somos atraídos pelo Sol assim como foi Ícaro, porém suas penas fixadas com cera não resistiram e foram derretidas.


Com isso nos deparamos com o seguinte problema: conformamos quando é para transformar e transformamos quando se deve conformar.


Houve um rei em Jerusalém que foi vítima da síndrome de Ícaro, este rei se chamava Uzias.


Conforme lemos no relato de II Crônicas 26, 1- 23, ele tinha uma pecuária e agricultura próspera. Tinha também um exército de homens destros na guerra. Além disso, ele era um inventor. Fez em Jerusalém máquinas da invenção de engenheiros, que estivessem nas torres e nos cantos, para atirarem flechas e grandes pedras.


O segredo do sucesso de Uzias residia no fato dele buscar ao SENHOR. Enquanto assim agia, Deus o fez prosperar. (verso 5)


Então venho a fama e com ela o perigo. Pois “... havendo-se já fortificado, exaltou-se o seu coração até se corromper; e transgrediu contra o SENHOR seu Deus, porque entrou no templo do SENHOR para queimar incenso no altar do incenso.” (verso 16)


Uzias ousou colocar o nariz onde não foi chamado. Queimar incenso no templo era uma função exclusiva dos sacerdotes, filhos de Arão. Estes sim eram consagrados para queimar incenso. O rei não percebeu o limite que o REI dos reis havia colocado em seu reinado.


Uzias transgrediu quando era para se conformar.


O resultado disso foi que a lepra lhe saiu à testa perante os sacerdotes e assim ficou até o dia da sua morte. O famoso rei ficou em uma casa separada porque foi excluído da casa do SENHOR. (verso 17 ao 21).


A síndrome de Ícaro esta em voga nesse sistema ao qual não se deve conforma. Nele não existe limite, a ganância é a sua força propulsora.


È preferível fixar nossas penas nas asas do Altíssimo do que na cera.


Feliz é o homem que conhece seus limites. Deus nos dá asas conforme a altitude que ELE mesmo estabeleceu para que cada um voasse.


O único jeito de transformar o mundo é se conformando com a vontade de Deus. E no momento em que rompermos com nossos limites, Deus nos levará além, conforme a Sua vontade.


Existe o momento do “Ide” e o momento de “Ficar em Jerusalém”. Que tenhamos o discernimento de quando se deve avançar e quando se deve parar. Caso contrário, o Sol poderá nos queimar ou a lepra nos pegar.

3 comentários:

Joyce Carolino disse...

Bruno!

É sempre um prazer passar por aqui e encontrar esses artigos inspiradores e interessantes!!

Você tem uma percepção maravilhosa!!!

Deus continue te usando!!

Bjs da Joy!

Dc. Carlos Torres disse...

É interessante o conteúdo aqui exposto, nesse mundo podre em que vivemos devemos estar atentos aos seus conceitos conhecendo DEUS somos "denuciadores" e não "contempladores"
ELE te abençoe ricamente.
preciso da ajuda de vcs, fico feliz de receber sua visita.
planosdivinos

Gilson disse...

Conhecendo esse contexto, vemos como muitos pregadores inventam estorinhas sem fundamento, dizendo que foi devido a morte de Uzias que Isaias teve um encontro com Deus, e que era devido a Isaias estar ofuscado por ele que Deus resolve afasta-lo. Grande absurdo, pois se Uzias ficou isolado com lepra em um local até sua morte, como poderia ter influencia sobre Isaias atrapalhando o seu ministerio de profeta?