quinta-feira, janeiro 1

Saber pra que ?


Chegou o ano novo, todos percebem uma atmosfera nova no ar, sensação de renovo. È hora de começar a colocar em prática tudo aquilo que era desejo até as 23h59hs de ontem. Mas o que mais chama a atenção de todos é a questão das previsões, o que será que vem pela frente? Muitos gastam tempo e dinheiro a fim de esclarecer esta questão. Somos por natureza curiosos e mais ainda ansiosos, essas são as principais motivações que nos levam a querer “descobrir” o futuro.

Confesso que também estou querendo saber o que me aguarda, não motivado pela curiosidade ou ansiedade, mas sim por aquilo que certa vez o filósofo francês Augusto Comte disse: “saber para prever, a fim de prover”, ou seja, conhecer os fenômenos, saber como eles acontecem, para prever o que se pode fazer. É ter um olhar tendencioso do ambiente em que estamos inseridos. Com isso estaremos aptos para prover.

Trata- se de ter uma postura pró – ativa, agir com antecedência, identificar uma necessidade e buscar suprir tal demanda.

Veja como as coisas mudam de foco, é preferível saber para prover, do que para matar a curiosidade, até mesmo porque tentar desvendar o futuro de maneira mística, não condiz com a vontade de Deus, pois “quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos”, (Romanos 11:33b) vontade de Deus não foi feita para ser conhecida e sim para ser experimentada. À medida que caminhamos os propósitos vão se desenrolando e sua vontade manifestada.

Seja feita a SUA vontade !

2 comentários:

Hermes C. Fernandes disse...

Uau! Parabéns pelo belo texto e pelo blog. Já era tempo!

Fábio Andrade disse...

Certamente precisamos nos preocupar em construir o futuro através das nossas atitudes no presente e não nos preocuparmos com previsões. Façamos nosso futuro e de preferência com ética, atitudes positivas e amor ao próximo.
Brunão, mais uma vez demonstras sua capacidade e talento!!! Parabéns Fratello!!!